Aristóteles, o neo-ateísmo e o naturalismo

« Atribuir ao azar ou à fortuna estes admiráveis efeitos ― a beleza e a ordem universal ― é muito pouco racional. » ― Aristóteles, “Metafísica”, 1,III

Parece-me espantoso que um indivíduo nascido no século IV antes de Cristo possa ter tido a capacidade lógica e racional que falta a homens de ciência como Richard Dawkins. E em relação aos naturalistas panteístas, como é exemplo Carl Sagan, Aristóteles escreveu:

« (…) o sujeito, por si mesmo, não pode ser autor das suas próprias mutações. » ― ibidem

As mutações de um determinado sujeito não podem ser determinadas por ele próprio. Por isso, é impossível que o autor das mutações e o sujeito destas coincidam e existam num mesmo plano de ordem.


Votos de um bom fim-de-semana!

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under Filosofia

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s